• Dra. Ana Rita Pinto

Gratidão


É fácil falar sobre a gratidão. É ainda fácil praticar quando tudo corre bem. Quando o trabalho é bom e bem pago, se consegue dormir bem, ir ao ginásio, comprar aquela roupa, apanhar sol, beber aquele chocolate quente, sair com amigos ou namorar. Mas a gratidão é um músculo que precisa de ser exercitado. Principalmente nos dias escuros e frios. É nesses dias, em que chove e o carro não pega, em que nos apetece chorar e a amiga não atende a chamada, em que parece que a vida nos pregou uma rasteira que precisamos mesmo praticar a gratidão. Porquê? Porque nos permite redireccionar a nossa atenção do negativo, para aquilo que de bom existe na vida. (e isso abre-nos portas que não víamos antes com o peso que sentiamos) Porque tudo passa, porque o que dói não dura para sempre e a vida é uma constante de voltas e de momentos bons e menos bons. Cabe-nos a nós decidir como queremos viver a nossa vida. Sou grata pela inspiração para escrever ter voltado, apesar dos dias corridos e que parecem pequenos. Sou grata por me ser permitido fazer o que gosto. Grata pela inspiração incrível que são as pessoas que me procuram. Grata por ver a evolução das pessoas até ao seu bem-estar, até se sentirem elas mesmas de novo. Até à auto-confiança, à auto-estima, à leveza, à felicidade, ao amor próprio. Estou deste lado para o/a ajudar. Encontre novas saídas, novos caminhos na sua vida. Ana Rita Pinto Marcações/Informações 911131360 

#psicologia #psicólogoporto #psicoterapia #gratidão #desenvolvimentopessoal

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Esquemas mal-adaptativos precoces

Segundo a Terapia focada nos Esquemas (TFE; Schema Focused Therapy; Young 1990, 1999), Os esquemas mal adaptativos precoces (EMP) são definidos como padrões de pensamento disfuncionais que podem surgi